VW Pointer GTI: Um Carro Magnífico que Merece Reconhecimento

0
240

O VW Pointer GTi foi um carro que marcou época no Brasil, apesar de pequeno grupo de consumidores mais exigentes reclamem de problemas pontuais de suspensão e na parte elétrica, o que acabou atrapalhando o sucesso do carro por aqui, ele foi um veículo primoroso, por isso o considero como um dos carros mais injustiçados de todos os tempos.

Como uma pessoa que aprecia veículos clássicos e, particularmente, o Volkswagen Pointer GTi, é importante reconhecer que, como qualquer carro, ele teve seus problemas. Apesar de suas qualidades notáveis, houve algumas questões que merecem destaque.

VW Pointer GTi 1996 / Foto: Julio Raridades
VW Pointer GTi 1996 / Foto: Julio Raridades

Um dos problemas recorrentes do Volkswagen Pointer GTi foi a fragilidade de certos componentes elétricos. Os sistemas elétricos, em especial, demonstraram ser suscetíveis a falhas, resultando em problemas com os faróis, luzes de freio e problemas intermitentes nos indicadores. Isso pode ser atribuído à idade avançada do veículo, pois a degradação ao longo do tempo é natural, mas ainda assim, foi uma preocupação constante para muitos proprietários.

Outra questão significativa enfrentada pelo Pointer GTi foi a durabilidade do sistema de suspensão. Com o passar dos anos, alguns proprietários relataram problemas com amortecedores e buchas da suspensão, levando a um maior desconforto ao dirigir e uma necessidade frequente de substituição desses componentes para manter a qualidade de condução.

VW Pointer GTi 1996 / Foto: Julio Raridades
VW Pointer GTi 1996 / Foto: Julio Raridades

Tais questões não podem ofuscar o legado e a emoção que o Volkswagen Pointer GTi proporcionou aos entusiastas de carros. É importante reconhecer que, devido à idade do veículo, esses problemas são comuns e podem ser gerenciados com manutenção adequada.

Volkswagen Pointer GTi – Qualidades superam defeitos

Com certeza as qualidades do Pointer superam qualquer defeito, o carro era reconhecido pelo seu desempenho esportivo para a época. Equipado com um motor 2.0 litros, geralmente entregava boa potência e torque, o que o tornava ágil e divertido de dirigir.

VW Pointer GTi 1996 / Foto: Julio Raridades
VW Pointer GTi 1996 / Foto: Julio Raridades

Com um design marcante, o Pointer GTI apresentava detalhes estilizados que o diferenciavam dos modelos convencionais. Isso incluía rodas especiais, spoilers, saias laterais e outros elementos visuais que o tornavam mais esportivo.

Ele era conhecido por sua boa dirigibilidade e manuseio responsivo. A suspensão criticada por muitos e a configuração do chassi proporcionavam uma condução mais esportiva e dinâmica, tornando-o uma opção atraente para os amantes de carros ágeis.

Embora fosse um carro esportivo, o Pointer GTI oferecia um nível razoável de conforto para um carro desse segmento. Além disso, para a sua época, trazia alguns equipamentos considerados avançados, como vidros elétricos, ar-condicionado e sistema de som.

Um Volkswagen com plataforma da Ford

O Pointer GTi foi um dos veículos menos aclamados da parceria entre a Volkswagen e a Ford, conhecida como Autolatina. Essa união, inicialmente baseada na partilha de motores, culminou em práticas de badge engineering, resultando em dois modelos que acabaram perdendo seu espaço no mercado: o Pointer e seu irmão, o Logus.

VW Pointer GTi 1996 / Foto: Julio Raridades
VW Pointer GTi 1996 / Foto: Julio Raridades

Esses carros surgiram como parte de um acordo entre as duas fabricantes: a Volkswagen cedeu a plataforma do Santana para a Ford desenvolver seu modelo principal, enquanto a Ford disponibilizou a estrutura do Escort para que a Volkswagen criasse uma dupla de modelos de porte médio. Assim, nasceram o Versailles, a perua Royale, o Logus e o Pointer. Para evitar competir com o Santana e a Quantum, o Versailles e sua versão perua foram concebidos com apenas duas portas.

Uma Jornada Pela História desse incrível carro

Viajemos no tempo até a década de 1990, quando o Pointer GTi foi lançado, marcando uma nova fase para a Volkswagen. O GTi, símbolo de esportividade, era a versão mais potente do Pointer, um hatchback compacto que se destacava não apenas por seu desempenho, mas também pela elegância.

É importante destacar que apesar de ser um baita carro, ele não teve a aceitação desejada no mercado nacional.

VW Pointer GTi 1996 / Foto: Julio Raridades
VW Pointer GTi 1996 / Foto: Julio Raridades

Deslumbrante, com suas linhas aerodinâmicas e faróis duplos, o Pointer GTi foi mais do que um simples carro. Ele representava a fusão entre o conforto para o dia a dia e a emoção proporcionada por um motor potente e uma dirigibilidade esportiva. Essa combinação fez com que ele se destacasse em sua época, mantendo-se como um modelo icônico até os dias de hoje.

Detalhes Técnicos e Inovação

O coração do Pointer GTi residia sob o capô. Seu motor 2.0 litros, de 4 cilindros, desenvolvia cerca de 116 cavalos de potência, garantindo uma experiência de direção super bacana. A injeção eletrônica era uma novidade naquela época, proporcionando um desempenho mais eficiente e uma resposta mais rápida.

VW Pointer GTi 1996 / Foto: Julio Raridades
VW Pointer GTi 1996 / Foto: Julio Raridades

Equipado com uma transmissão manual de cinco velocidades, cada troca de marcha era uma experiência única, transmitindo a sensação de controle absoluto sobre o carro. A suspensão esportiva e a direção precisa tornavam cada curva uma oportunidade para sentir a habilidade e a aderência do veículo.

Pointer GTi – Minhas Impressões

Dirigir um Volkswagen Pointer GTi é uma experiência que transcende a mera condução. A sensação ao se acomodar no interior esportivo, com seus bancos envolventes e acabamento de qualidade, é indescritível. A ergonomia e a disposição dos instrumentos, incluindo o painel de instrumentos com conta-giros, ampliam a sensação de estar no controle de um verdadeiro carro esportivo de época.

Sua aceleração suave e a resposta imediata ao toque no acelerador são verdadeiros tesouros para qualquer entusiasta de carros. O som do motor, especialmente quando se alcançam rotações mais altas, é uma sinfonia para os ouvidos e um convite para explorar seu desempenho.

O Legado e o Futuro

O Volkswagen Pointer GTi deixou sua marca, tanto como um baita carro Volkswagen quanto como um representante da era dos hatchbacks esportivos dos anos 90. Seu legado permanece vivo na memória dos que sabem valorizar a essência de um carro.

Sua mistura única de desempenho, design e tecnologia continua a ser uma referência para os amantes de carros, e é um lembrete do que a engenharia automotiva é capaz de alcançar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui