Coleção com vários Volkswagen Santana 0km é encontrada abandonada

0
2545

O Volkswagen Santana ocupa um lugar especial na história automotiva tanto no Brasil quanto da China, marcando décadas de uma relação única. Enquanto hoje o Brasil importa veículos da China, no passado, o intercâmbio foi notável: O tradicional Santana brasileiro foi enviado para a produção das primeiras e segundas gerações na China.

Coleção de Volkswagen Santana 0km / Foto: Han Chung Classics
Coleção de Volkswagen Santana 0km / Foto: Han Chung Classics

A primeira geração, apelidada de “quadrado” no Brasil, teve uma extensa vida na China, sendo produzida pela Shanghai Volkswagen até 2013. Recentemente, a página do Facebook Han Chung Classics divulgou fotos fascinantes de um depósito na China, revelando unidades zero-km do Santana chinês, fabricadas em 2012. O visual praticamente intocado, com calotas, volante, padronagem de tecido e outros detalhes mantêm os carros como se tivessem saído de fábrica, a descoberta trata-se de uma verdadeira cápsula do tempo.

Coleção de Volkswagen Santana 0km / Foto: Han Chung Classics
Coleção de Volkswagen Santana 0km / Foto: Han Chung Classics

Estado de Conservação impecável

É impressionante como os carros venceram a barreira do tempo e permaneceram notavelmente preservados ao longo dos anos, inclusive com etiquetas originais e motor AP 1.8, de 1.781 cm³. Apesar das imagens encherem os olhos, a descoberta desses veículos permanece envolta em mistério, a maiores detalhes sobre a história dos carros não foram divulgados.

O Santana, lançado no Brasil em 1983, desempenhou um papel crucial na transformação automotiva da China. Fabricado localmente até 2013, os cinco belos sedãs descobertos pela Han Chung Classics nunca foram registrados para uso nas ruas.

Volkswagen Santana 0km / Foto: Han Chung Classics
Volkswagen Santana 0km / Foto: Han Chung Classics

O modelo marcou o início da colaboração histórica entre a Volkswagen e o governo chinês. Ao longo dos anos, o Santana ganhou o apelido carinhoso de “o carro do povo” devido ao seu interior espaçoso, construção robusta e desempenho confiável.

Mesmo com características básicas, como calotas idênticas e interiores de tecido preto, esses sedãs brancos oferecem uma visão cativante do passado automotivo, preservando a autenticidade do Santana de primeira geração.

Volkswagen Santana 0km / Foto: Han Chung Classics
Volkswagen Santana 0km / Foto: Han Chung Classics
Volkswagen Santana 0km / Foto: Han Chung Classics
Volkswagen Santana 0km / Foto: Han Chung Classics
Volkswagen Santana 0km / Foto: Han Chung Classics
Volkswagen Santana 0km / Foto: Han Chung Classics
Volkswagen Santana 0km / Foto: Han Chung Classics
Volkswagen Santana 0km / Foto: Han Chung Classics
Volkswagen Santana 0km / Foto: Han Chung Classics
Volkswagen Santana 0km / Foto: Han Chung Classics

Volkswagen Santana no Brasil

O Volkswagen Santana teve uma significativa presença no Brasil ao longo das décadas de 1980 e 1990. O modelo chegou ao mercado brasileiro como uma versão mais sofisticada e espaçosa do já popular Volkswagen Gol. Com seu design elegante e linhas sóbrias, o Santana conquistou consumidores que buscavam um carro familiar com um toque de luxo.

Ao longo dos anos, o Santana passou por várias atualizações e modificações, adaptando-se às demandas do mercado brasileiro. Em 1991, a Volkswagen introduziu o Santana Quantum, uma versão perua (station wagon) do modelo, aumentando ainda mais suas opções para os consumidores. A durabilidade e confiabilidade do Santana também contribuíram para sua popularidade, tornando-se uma escolha comum para táxis e frotas de empresas.

No entanto, com o passar do tempo, a concorrência no mercado automotivo brasileiro aumentou, e novos modelos foram introduzidos. Em 2006, a Volkswagen encerrou a produção do Santana no Brasil, marcando o fim de uma era para o modelo no país. Mesmo assim, o Santana continua sendo lembrado como um ícone da indústria automobilística brasileira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui